Saudade.

Saudade. O que é? Por que é? Eu não sei! Mas o que sei é que é real! Tão real quanto o fato de você estar lendo isso. Sei que faz parte do destino de cada garota. E sei que não tem como escapar.

Terá dias que você perceberá sua presença com um sorriso no rosto e as lembranças no coração. E conforme o tempo for passando, você vai sentir um buraco no peito. Chorando e gritando você vai pedir para que ela vá embora imediatamente. Quando você acordar, ela vai ser a primeira a te dar bom dia. Ao dormir, um beijo amargo de boa noite. Ela vai aparecer até nos seus sonhos.

Você pode achar ruim. Muito ruim! Mas daqui há muitos anos quando você estiver quase no fim da vida e estiver aprendido a conviver com ela, quando chegar na época onde o niilismo toma conta de você, aquela fase que sua vida parece não andar mais, não sai da mesmice, quando você estiver chegado ao ponto de se comparar com um zumbi; então você lembrará de quando você era uma adolescente e sua vida era movida por emoções. De quando a saudade vinha com tudo e seu coração quase explodia.

Nesse dia, você saberá que poder sentir a saudade dentro de você, fazendo seu coração pulsar mais rápido, mostra que está mesmo viva. E vai dizer que daria tudo para poder senti-lá mais uma vez, como antes.

 

Beta

Talvez.

De frente para uma folha branca, tantos pensamentos passam pela cabeça, mas nada consigo escrever. Mesmo estando tão longe, lembrar você faz meu coração bater a mil por hora. Talvez seja porque lembrar você me acalma. É como se estivesse ao meu lado. Aqui bem pertinho. É com estar voando e… E… De repente, bater de cara em um muro. Um muro de incertezas, que acaba com tudo. Esmaga todas as minhas esperanças. E nesse muro, além das incertezas, os medos, que me atormentam. E o pior deles é te perder pra sempre. Talvez isso já tenha acontecido. E eu sinto TANTO sua falta! É, acho que consegui. Agora está escrito. Talvez apenas palavras jogadas ao vento, talvez! (Beta)

Senhor Invisível.

Enquanto ele se curvava graciosamente e estendia sua mão para a minha, eu discretamente me analisava (verificando se havia algum vestígio nítido do meu nervosismo). Deixei que minha mão fosse ao seu encontro. Após segurá-la de forma firme ele a  beijou suavemente. A música começa então todos se direcionam para o salão. Nossos passos são atrapalhados. Por mais concentrada que eu estivesse, foi inevitável não pisar em seu pé. 

Uma de suas mãos agora encontra-se em minha cintura. Eu delicadamente coloco a minha em seu ombro. A música parece mais harmoniosa. Deixei que ele me conduzisse. Eu gosto de como o meu vestido se movimenta quando ele me gira. O silêncio foi quebrado por conversinhas ao pé do ouvido.

Cruzei os dedos. Tomara que está música demore. Ou que outra comece logo. Tão próximos. Ele juntou seu rosto ao meu. Seu cheiro estava por toda parte. Seus olhos tentavam penetrar nos meus. Seu sorriso torto fez minhas pernas tremerem. Como se tudo não fosse o bastante… me fez sorrir. Rodopiávamos pelo salão. No meio do salão ele começou a me girar lentamente. Ele me girou e …  SUMIU!

A música calma se transformou em trilha sonora de terror. Onde ele estava? Como pode me abandonar de repente?  Em meio a todos os rostos ao meu redor eu procurava o seu. Seria uma brincadeira? Que hora para brincar. Se ele iria me abandonar por que fez fez questão de se aproximar? SEDUTOR. ME ILUDIU. A partir do momento em que lhe entreguei minha mão sabia que seria iludida.

Aparece e desaparece quando bem entende. Como ele tem facilidade em fazer isso. Me fez sentir a tal da felicidade pra tomá-la de mim. Me levou pras nuvens pra depois me deixar cair. Saiu sem se despedir. Simplesmente se afastou. Não me deixou pistas. Não deixou que eu me preparasse, ou tentasse.

Tantas perguntas na minha cabeça. Como eu queria encontrá-lo. Como eu tentava entendê-lo! Como eu o odiava por ser esse SENHOR INVISÍVEL. Respirei fundo. Procurei meu espelhinho. Me encarei no espelho. A primeira coisa que notei: minha maquiagem estava intacta. Agora eu repetia para a imagem refletida no espelho: Não chore! Levante-se. Nada aconteceu. Ele não merece seu desespero. Não procure-o. Siga em frente. Você consegue. Respire.

Se encarar resolvesse. Se eu jogasse todas as verdades na sua cara. Ele não ia me dizer por que havia feito isso.Iria? Não!Me recuso a ficar aqui paralizada. Por mais nervosa. Por mais que a tristeza estivesse me matando por dentro eu resolvi que… ninguém iria notar!!! Eu sai daquele salão como se nada tivesse acontecido. Não vou dar o prazer a ele ou a quem quer que seja de me ver arrasada. Sai sem olhar para trás.  Um passo de cada vez. Era esse o meu plano.

Alfa.

2.

Se tem uma coisa que eu aprendi, e que vou lutar para  que sempre seja assim, não deixando circunstâncias mudar; é ser sempre, em qualquer situação, diante de qualquer sentimento ou emoção… Eu mesma! Não há melhor maneira de se conquistar as pessoas além desta. (Beta)

As 10 Melhores #3

 

1. Garotas deveriam ser admiradas pelo simples fato, de colocar uma maquiagem, um sorriso e conseguir esconder todo sofrimento.

2. Se dizem meus amigos mas não me convidam para sair, né.

3. Ainda bem que o mundo dá voltas e Deus sempre nos surpreende.

4. Muitas pessoas boas morrem um pouco quando perdem algo que amam ( A Morte e a Vida de Charlie).

5. A ferida sara, mas a cicatriz permanece.

6. Nunca te contaram? A vida não é justa.

7. Uma coisa é certa: seja lá o que tentemos esconder, nós nunca estamos prontos para o momento que a verdade é desnudada (Greys Anatomy).

8. Pelo menos uma coisa na vida é certa, se você não cair, nunca vai aprender a se levantar (Miley Cyrus).

9. Alguém me perguntou se eu conhecia você, um milhão de memórias passaram pela minha mente e eu sussurrei: Não mais.

10. Você tem que dizer aquilo que está sentindo quando realmente estiver sentindo (Taylor Swift).

As 10 Melhores #2

1. Se não quer, ignora. Mas não iluda e dê falsas esperanças pra depois sair fora.
2. Eu não precisava nem de um castelo ou cavalo, se o final feliz fosse com você.
3. Às vezes pensamos que Deus não escuta nossas perguntas, mas na verdade somos nós que não ouvimos as suas respostas.
4. Prefira as surpresas, coisas previsivéis se tornam sem graça. O mistério atrai, instiga, provoca.
5. Seja protagonista da sua vida, e não a platéia da dos outros.
6. Se você não me ama, por favor, não me dê sinais.
7. Você foi minha vida, e eu fui apenas um capitulo da sua (P.s. Eu te Amo).
8. A dor fode com todo mundo, não existe forte e nem fraco, apenas quem consegue disfarçar melhor.
9. Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.
10. Eu me apaixonei por você, mas, acima de tudo, te conhecer me fez perceber o que realmente significa amor (Querido John).

E agora? Como esquecer aquele cara?

As vezes quando as pessoas estão com problemas elas procuram desesperadamente pela SOLUÇÃO. Procuram saber o que fazer afinal. Mas ultimamente estou na seguinte posição: dentro das possibilidades eu sei o que é melhor pra mim. Sei o que devo fazer. Mas simplesmente ainda não consigo aceitar que essa seja mesmo a única solução! Ainda não tenho dentro de mim a VONTADE de tentar esquecê-lo.

Eu gostaria que fosse mais fácil esquecê-lo! Antes quando olhava aquelas frases: “Penso em você o tempo todo” entre outras do gênero, logo pensava “Que papo furado. Não tem como ficar pensando em uma pessoa o dia todo”. Minhas caras leitoras já aconteceu comigo, claro que eu não pensava 24 horas. Não dá né?! Porém a maioria do decorrer do dia… SIM! Eu pensava nele.

Eu até consigo me distrair as vezes assistindo algo, em aulas importantes, conversando com as amigas. Se bem que há tantas coisas que às vezes não cooperam para isso. Um gosto em comum. Uma música. Um lugar. Pedacinhos que me fazem lembrar dele.

Sinceramente. Eu já acordei (isso ocorreu uma única vez) e a primeira coisa que pensei foi nele. Isso me assustou de certa forma. Eu posso gostar de uma pessoa, mas não posso me anular para continuar gostando dela. Não posso anular coisas e pessoas importantes!

Eu me envolvo. Não consigo ser fria ou calculista. Vivenciar algo a distância não é comigo. Na verdade eu nunca fui muito de só apreciar a beleza das coisas. Sempre me envolvi. Sinto a necessidade de Participar!!! Se é para se lambuzar… ME LAMBUZAR! Se é pra mergulhar… MERGULHAR DE CABEÇA!

Sabe quando você está fazendo algo e quando se dá conta, já está pensando nele? Ai tentando parar de pensar nele. Você simplesmente balança a cabeça. Como se balançando a cabeça você pudesse afastar as lembranças. Todos os momentos. Ou a vontade de estar perto. “Você pode fechar os olhos para as coisas que você não quer ver. Mas você não pode fechar seu coração para as coisas que você não quer sentir.”

Posso balançar minha cabeça na tentativa inútil de tentar esquecê-lo. Mas como se faz com o coração? Como o engano? Negando este sentimento que vem à tona todo dia? Me convencer que já passou. Simples assim, como um estralar de dedos. Da noite para o dia. Como se esquecê-lo fosse um passe de mágica.

Uma pergunta. Muitas respostas. O que fazer para esquecer aquele cara? Há quem diga que um drink resolve. Afogar as mágoas do desprezo na bebida. Outros dizem que mudar de bairro, cidade, ou melhor… PAÍS é a solução. Claro! Sair do mesmo território que ele deve funcionar, não deve? Podemos ouvir aquela frase conhecida: “ Nada melhor que um novo amor para esquecer o velho.” Quem sabe se nos concentrarmos só no trabalho? Deixando o coração de lado um pouco. Qual dessas respostas podem me fazer esquecê-lo?

Penso que, qualquer uma dessa respostas sejam inválidas se não estiverem acompanhadas de uma coisinha… VONTADE! É ela que nos move. É preciso se dispor em algo para obter sucesso. Como podemos realmente esquecer alguém, se nem ao menos tentamos pra valer? Estou dizendo besteiras, meninas?

Tentar não é ficar murmurando. Nem se entupindo de doces, sorvetes e derivados (risos). Tentar de verdade. Resistir a tentação de ir falar com ele. Não olhar sua página na internet. Usar seu tempo em algo produtivo em vez de ficar sonhando acordada.

È isso o que quis compartilhar com vocês meninas. Apesar de ter a plena consciência de tudo isso. Ainda não tenho vontade de esquecê-lo. Tentar esquecê-lo agora é como deixá-lo ir. Sendo que eu o quero perto de mim. Apesar dele às vezes indiretamente ou diretamente me fazer mal.

Podemos ter certeza que às vezes é mais fácil falar. Mais fácil detectar o problema do que resolvê-lo na prática! A prática exige esforço, coragem, foco, entre outras coisas. Neste momento. Respiro fundo e lembro que o que tiver que ser… SERÁ!

Para refletirmos sobre o assunto, vou deixar um trecho de Mário Quintana.
“…Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela…
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável…
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples…
Um dia percebemos que o comum não nos atrai…
Um dia saberemos que ser classificado como “bonzinho” não é bom…
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você…
Um dia saberemos a importância da frase: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso…
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais…
Enfim…
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos
todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito…
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutarmos para realizar todas as nossas loucuras…
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.”

 

Alfa

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes