Uma mordida

Em fração de segundos o veneno percorria todo o meu corpo. Queimando… Queimando.
Você foi chegando aos poucos. Ganhando minha confiança para depois ATACAR. Quantas ilusões esse seu veneno me causou? Quantas mentiras nele contêm? Por quanto tempo suportei viver assim? Perguntava-me. Uma voz baixinha dentro de minha cabeça não hesitou em responder – Falta de amor próprio talvez.

Uma vida saudável… Às vezes me pegava imaginando como seria. Uma vida sem mentiras. Sem as expectativas e com elas (depois) as inúmeras decepções. Em uma vida saudável com certeza não existiria seus falsos sinais. Aqueles em que você finge se importar, quando na verdade está nem aí. Como pude me acostumar com a dor? Acredito que o efeito alucinógeno e a sensação de felicidade tenham muito a ver com isso. Sensação de felicidade. Eu mereço ser feliz De VERDADE. Repetia a mim mesma milhares de vezes. Uma mordida foi o suficiente para você tomar controle da situação.
Uma vez ouvi dizer que, quando você é mordido por uma cobra, é preciso chupar todo o veneno e depois cuspi-lo. Em um momento de desespero isso fez sentido. Decidi tentar mesmo sabendo que não seria nada fácil. A primeira e segunda tentativa foram frustradas. Respirei fundo. Meu corpo queimava. Tarde demais… Fui descoberta. O veneno parecia saber do meu plano: me livrar dele! Cada vez que o sugava sentia dor. E as lembranças bombardearam minha cabeça. Lembranças dos sorrisos que você arrancou de mim. Por um segundo parei. Era claro que o veneno queria me enganar mais uma vez. Tudo ilusão. Não foi real! – me obriguei a enxergar a verdade. Então continuei. Sugava-o e cuspia. Seus sorrisos. Cada mentira. Já me sentia melhor. E continuei. Agora parecia mais fácil. Sentia-me como nunca me senti antes… Forte… VIVA.
Outras lembranças bombardearam minha mente. Toda a dor que essas ilusões me causaram. Cada expectativa frustrada. Cada lágrima que derramei. Lembranças dos ciúmes. Do medo. Da raiva. Medo de te perder, o que não fazia o menor sentido, já que você nunca foi meu. Ciúmes até da sua sombra. Raiva por você não saber. Ou fingir não saber. Ou não se importar. Ou simplesmente não corresponder a tudo o que sinto. Lembranças das quais me envergonho. Aquelas em que eu fiquei fuçando sua vida, só pra sentir que fazia um pouquinho parte dela. Aquelas em que chorei sendo que você nunca mereceu.
Me senti aliviada quando percebi que agora não posso mais driblar a dor nem meus sentimentos. Agora sou eu e você. E não há mais veneno para me controlar. A marca da mordida está bem aqui, para me lembrar (caso tente esquecer) a verdade. Como você foi capaz de se esconder atrás de estratégicas? Joguinhos. De algo que me causava dor e assistir a tudo isso? Isso me fez pensar em como você me faz tão mal em certos momentos. Me causando dor. Diante de tudo isso, a única coisa que eu posso querer é que se distancie. SUMA de vez!

Alfa.

Anúncios

Até sua máscara cair no chão…

Vou tirando lentamente sua máscara. Aos poucos conhecendo qual é o seu verdadeiro eu debaixo de cada mentira. Das ilusões. De toda falsidade. Até chegar o momento em que sua máscara finalmente cairá no chão. E ai: ou você passará a se esconder atrás de outra ou terá de enfrentar a realidade de quem você é.

Tudo que os outros conseguem ver é sua diplomacia. Seu andar elegante. As mulheres do salão estavam encantadas. Sonhavam com apenas uma dança. Você as ilude. As conduz de acordo com a sua vontade, dança, usa, e depois descarta.

Usa a máscara como sua proteção. Ela lhe da confiança. Mal sabe que viver atrás de uma máscara é muito fácil. O difícil é nos assumirmos como realmente somos. Qualidades e defeitos. Acertos e erros. Sem esconderijos. Afinal, as pessoas devem nos amar pelo que somos certo?

Tik-tak. Tik- tak. Minha ansiedade aumentava. Os ponteiros do relógio moviam-se lentamente. Esperava apenas a última música. Deixei você desfrutar da sua própria farsa. Era nítido o quanto se divertia em enganar a todos. Remorso? Culpa? Não! Sentia-se orgulho isso sim.

Sentia-se esperto. Não era culpa sua se todos acreditavam tão facilmente. As pessoas acreditam no que querem ver. No que preferem acreditar. Essa é sua filosofia de vida. Uma escapatória. Algo para tentar justificar as suas atitudes.

A noite ia se arrastando. Eu já havia caminhado. Tomado um ar fresco na sacada. Batido os pés de tão impaciente. Mas não ia ir embora. Em nenhum momento desistir passou pela minha cabeça. Seus sorrisos, olhares me encorajavam. Toda essa sua covardia de se mostrar como é. Ser um pouco sincero.

Na verdade, acho até que vou lhe fazer um grande favor. Chega de viver de aparências! Ser alguém que todos querem em vez de ser você. Eu queria isso por elas. Para que outras não acreditassem cegamente como acreditei. Isso também era por mim. Para tentar entender: o que foi mentira e o que foi verdade. Pergunta-me se não era apenas vingança. Não posso negar, era. Pelo menos um pouco.

Mas… já estava feito. Os olhares estavam voltados para ela. Lá no alto. Descia sem pressa. As fitas se moviam lentamente. A máscara ia caindo… Caindo… Até que finalmente tocou o chão.

Senti-me gloriosa. Uma verdadeira justiceira. Agora as pessoas iriam se aproximar de você, pelo que realmente é. Houve espanto. As pessoas não entendiam como haviam sido enganadas (bem debaixo do próprio nariz). Antes elas enxergavam só suas virtudes e agora, podiam ver nitidamente seus defeitos. Antes, tudo era beleza. Agora, podiam ver sua feiúra também.

Ah! Já ia me esquecendo, essa música é pra você:

Diga, quem você é me diga
Me fale sobre a sua estrada
Me conte sobre a sua vida
Tira, a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e eu descubro se eu gosto
Do seu verdadeiro, jeito de ser
Ninguém merece ser só mais um bonitinho
Nem transparecer, consciente, inconsequente
Sem se preocupar em ser adulto ou criança
O importante é ser você
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja

(Máscara – Pitty)

Alfa.

Adeus

Você partiu sem ao menos dizer adeus. E eu fiquei aqui. Paralisada. Olhos no horizonte, atentos a qualquer movimento. Quem sabe não era você voltando? Será que não ouvi você se despedir? Devo ter entendido um até logo em vez do ADEUS.

É como se eu estivesse parada no meio de uma estrada. Tudo passava. Pessoas indo e vindo normalmente. Enquanto, nem conseguia me mexer. Seguir em frente. Um passo que fosse. Parecia impossível! Olhava o movimento da vida. Invejava a alegria que as pessoas sentiam. Odiava principalmente o dia em que os casais resolviam passear. Lembrava-me mais ainda de você (como se não fizesse isso todos os dias).

Cada lembrança de felicidade que senti. As risadas. O toque. As brigas e as reconciliações. Tudo agora tinha se tornado apenas… Lembrança.

Cada dia ia se arrastando. O tempo passava apesar de tudo parecer igual. Não conseguia deixar de criar minhas ilusões e expectativas.

Houve um dia em que o sol estava escaldante. O que favoreceu a uma nova alucinação. Podia ouvir nitidamente cada passo seu vindo ao meu encontro. Seu sorriso ainda mais iluminado. Você me pedia desculpas pela demora (como se me importasse) Você estava aqui. A esperança se gabava: “É ele! É ele! Eu não te disse. Estava certa todo esse tempo. Ainda bem que me ouviu.” Meu sorriso apagado ganhou força, cor e principalmente alegria. Era alegria mesmo? Sim. Já fazia tanto tempo que não a sentia, mas eu sabia que era ela. Meu coração dizia: “É ele! É ele! Chega de dor.”

O que mais eu poderia querer? Com ele aqui e agora tudo se tornava completo. Um sonho que se tornou realidade. As lágrimas que haviam me acompanhado durante toda a dor, agora estavam presentes na felicidade também.

Preparava-me para pular em seus braços. Quando… Ele desapareceu. A tempestade veio como um balde de água fria. A realidade me tirou do “país das ilusões”. Não podia mais fugir. Despejou a verdade na minha cara: “Ele não voltou. Siga em frente. Trate de esquecê-lo!!!”

Olhava em volta. Tudo parecia tão patético. Odiava-me. Entristecia-me. Mas uma vez me permiti enganar. Chega de ficar parada. Olhar pra trás não ia mudar o que estava bem na minha frente. Eu estava sozinha.

Meus amigos. Minha família. Eu! Tudo isso ia continuar abandonado esperando? Tudo isso que deixei de lado POR ELE. Quanto tempo mais? Se ele voltar? SE. A vida estava se baseando em suposições.

Seguir em frente não era mais só uma opção. E sim uma necessidade. Se vou esquecê-lo? Se vou tentar? No momento não posso garantir nada a ninguém, muito menos a mim mesma. Mas eu preciso aprender a dar um passo de cada vez.

Alfa.

Limpando o armário


Abro a porta cuidadosamente. Ao ver como o armário já estava cheio a solução me veio à mente: preciso de um armário novo e maior. Meus olhos procuravam apenas um espaço em que não houvesse nada. Inútil. Pilhas e mais pilhas. Amontoadas.

Questionava-me o que todas aquelas coisas estavam fazendo ali. Tantas coisas que pertenciam ao passado. Tão antigas, mas que não consegui me livrar. Quando não sabia o que fazer simplesmente corria e as guardava no armário. Se eu ficava triste as colocava junto com minhas lágrimas. E quando sentia medo, as trancava. Deveria ter tomado alguma atitude. Feito algo! Arrumado toda aquela bagunça ou jogado fora.

Sentada em frente à porta do armário tentava me lembrar como todas aquelas coisas foram parar ali. Havia coisas demais. Sabe quando um armário está tão cheio que quando você vai abri-lo tudo desaba sobre sua cabeça? Como uma onda enorme que te derruba. A porta ia me empurrando para frente. Tive que levantar para usar toda a minha força contra o armário. Todas aquelas coisas insistiam em lutar para sair.

Você deve estar se perguntando o que havia nesse armário afinal. Ele estava cheio de… PALAVRAS. Todas que deixaram de ser ditas. Aquelas que guardei só pra mim. As que tive medo de dizer. A porta cedeu e a imensa onda me pegou. A força de cada palavra me golpeou e me tirou do chão. Sentia-me totalmente sufocada. Tentei evitá-las, mas agora todas estavam diante de mim. Me encarando. Esperando que eu tivesse um pouco de coragem para admitir: foi inútil tentar fugir. Eu as deveria ter usado quando necessário. Deveria ter dito. A verdade é que foi tão fácil guardá-las no armário por um tempo.

Sabe quando você quer dizer algo, mas parece que na sua garganta tem um nó que te impede? Quando está diante da pessoa e simplesmente… não consegue.  Você acaba colocando no armário aquele pedido de DESCULPAS, porque é orgulhoso demais para admitir que estava errado.  Também guarda aquele pedido: Não vá embora. Fique comigo! Ou então aqueles pedidos que nos levam a um novo passo: namora comigo? Case-se comigo?

No meio daquela bagunça toda pude perceber:

Não dizer algo acabou magoando muito mais as pessoas que eu amava. E ficar em silêncio também me magoou;

Não falar me deixou sem ação. Deixei pessoas saírem da minha vida sem fazer nada. Elas partiram sem ao menos ter noção do quanto realmente significavam para mim. Às vezes aquelas palavras eram o suficiente para ficarem;

Deixei de dizer palavras que poderiam ser o primeiro passo de algo especial;

Tornei as brigas longas e dolorosas demais;

Acabei permitindo que me machucassem por não me impor;

Está mais que na hora de limpar esse armário. Arrumar toda essa bagunça. E se para isso for necessário dizer cada palavra que deixou de ser dita: eu farei! A minha primeira solução além de precoce foi estúpida. É claro que a solução não era arrumar um armário maior e sim não usar armário nenhum. É dizer sempre a verdade nunca acompanhada de grosserias, e sim de sinceridade. É não dizer amanhã o que pode ser dito hoje!

Alfa.

Renda-se ao Seu amor.

[Recomendo ouvir LifeHouse – Everything]

Toda garota, pelo menos uma vez na vida, sofre de amor não correspondido. E eu posso dizer por mim mesma que não é nada legal. É algo que vai quebrando seu coração aos poucos, em vários pedacinhos.

Mas, não é só conosco que isso acontece, sabia? Você já imaginou que talvez já tenha feito alguém sofrer também? Por mais que algumas digam que não, por se acharem feias, tímidas demais, rejeitadas, ou o tipo de garota que um menino nunca olharia; eu te afirmo que SIM! Teve alguém que já sofreu de amor por você!

Esse alguém acompanhou cada passo seu. E esse alguém é tão perfeito, mas mesmo assim consegue amar a você que é cheia de defeitos. Ele é “muita areia para o seu caminhãozinho”, mas mesmo assim continua esperando por você. Esse alguém poderia escolher qualquer pessoa do mundo, mas ele ainda prefere você. Esse alguém deu a vida por você, coisa que qualquer outro garoto imaturo não faria, e você continua o desprezando.

E esse alguém, diz a você:

“Por mais que você me rejeite, continuarei aguardando por você até seu último suspiro. Porque é você que eu quero! O meu amor é o maior do mundo. Ele não é imperfeito! Eu te aceito como estás. Do jeito que você é. Acredite! Para mim você é a pessoal mais especial do planeta. Eu te acho linda, exatamente desse jeitinho! Meu amor não vai te obrigar a nada do que não queira fazer. Meu amor não olha para os seus defeitos. Meu amor não te esnoba.

Por que você continua correndo atrás daquele menino, se tudo o que você precisa nesse momento é do MEU amor? Ele é o único que não vai te trocar. Que não vai enjoar de ti. Não vai te deixar, te trair, te desiludir. E a minha promessa não será quebrada!

Eu quero te proteger! Meu amor te protege. E você precisa da minha proteção. Eu quero te abraçar! Permita-me te abraçar! Permita-me encher seu coração com o meu amor, para que você não sinta falta de nada. Me ame! Venha, e deixe-me te amar! Me corresponda e veja o que é o verdadeiro amor. Entenda seu significado. Você é mais importante para mim do que para qualquer outro garoto. Ninguém nunca vai te amar como eu te amo. Eu sempre estarei aqui. Nunca te abandonarei.

Eu jamais brincarei com os seus sentimentos. Porque também tenho os meus. Se você está triste, eu também me entristeço. E quando você fica alegre, não há nada que me deixe mais feliz. Quando você chora… Meu coração despedaça, esperando pelo momento que você me entregará sua vida para que Eu tome conta.

Eu nunca desistirei de você! Por mais que você me despreze, e não importa o quanto faça isso, a cada dia aguardo ansioso pelo seu amor. Dei minha vida por você e daria de novo. As marcas nas minhas mãos foram por amor à você. E em meio a toda aquela dor, você era meu único pensamento.

Mesmo dois mil anos depois, continuo provando meu amor, honrando minha promessa; continuo de braços abertos… Mas você precisa me aceitar! E o pouquinho que você fizer já vai me deixar tão feliz! E a você também! Você experimentará maravilhas que seus olhos nunca viram, ouvidos nunca ouviram, nem nunca imaginou.

Nunca sentirá medo ao meu lado, porque estarei lutando por você até o último dia de sua vida. Esse é o verdadeiro amor!

Menina, você não percebe o quanto Eu te amo? Venha… E abra seus braços para mim também!

Com muito amor,

Jesus Cristo.”

Beta

Let me Love You – Third Day

Ever since the world around you shattered
You’ve been looking everywhere for something more
Sometimes you feel like your life doesn’t matter
But it does
I tell you it does

Come on let me love you now
Come on let me love you and hold you through the
storms
I will keep you safe and warm
Come on let me love you now
Come on let me love you and kiss away your tears
I will always be here
Come on let me love you

Yesterday you found your heart was broken
Tomorrow doesn’t leave much room for hope
Today you’ll find that my arms are wide open
And my heart
My heart is full of love

Give up on all the other things
‘Cause my love can bring you more
And if you take a chance on me
I’ll give you what you’re looking for.

 

Desde que o mundo ao seu redor foi despedaçado
Você tem procurado por toda parte por algo mais
Às vezes você sente que a sua vida não importa
Mas ela importa
Digo-lhe que importa, sim

Venha e deixe-me amá-la agora
Venha e deixe-me amá-la e abraçá-la durante as
tempestades
Vou mantê-la segura e aquecida
Venha e deixe-me amá-la agora
Venha e deixe-me amá-la e beijar suas lágrimas
Eu sempre estarei aqui
Venha e deixe-me amá-la

Ontem você descobriu que o seu coração que foi partido
O amanhã não deixa muito espaço para a esperança
Hoje você vai descobrir que os meus braços estão abertos
E o meu coração
O meu coração está cheio de amor

Desista de todas as outras coisas
Porque o meu amor pode trazer-lhe mais
E se você se arriscar comigo
Eu vou lhe dar o que você está procurando.

Carta de Deus aos solteiros.

É, isso aí!

Entradas Mais Antigas Anteriores